Foto-Reportagem‎ > ‎

2010-06-03 XC Chao Lagoa

Video - Ludens Machico

2ª Prova de BTT Cross Country - Chão da Lagoa 2010 from Ludens Machico on Vimeo.



O Chão da Lagoa voltou a acolher uma prova de Cross Country,desta feita a 2ª Pontuável para o Campeonato Regional Powerade. O traçado definido pela organização mereceu vários elogios por parte dos participantes, pelas suas características, com várias zonas técnicas e variações, entre subidas e descidas, provocando muitas quebras de ritmo.
Alinharam na partida 17 atletas na prova de escolinhas e 28 nas restantes categorias, em representação dos Clubes: Ludens de Machico, Ciclomadeira, Carvalheiro/Boleo, Dragão Branco e 1º de Maio. 

O arranque da prova ficou marcado pelos mais jovens que participaram na prova de Escolinhas, tendo que enfrentar um traçado com nove obstáculos de perícia e uma prova de velocidade. Os grandes vencedores da prova de escolinhas foram: BENJAMINS FEM. — Madalena Pão (Ludens Clube de Machico). BENJAMINS MASC. — João Marote (Ludens Clube de Machico). INFANTIS FEM. — Lisandra Alves (Ludens Clube de Machico). INFANTIS MASC — Humberto Marote (Ludens Clube de Machico. INICIADOS — Bernardo Meneses (1º de Maio). JUVENIS — Filipe Oliveira (Ludens Clube de Machico)Em termos de resultados a luta pelos lugares cimeiros de cada categoria foram pouco disputados. O atleta António Costa venceu a categoria Cadetes ao totalizar quatro voltas ao percurso em 00:51:46, nos femininos a vencedora, e única participante, foi Marisa Alves com três voltas em 0:50:44. O atleta da casa, nos júniores, António Freitas (Ludens de Machico), bateu a concorrência , fazendo o tempo de 00:59:12 nas cinco voltas.
Os atletas Paulo Baptista (Sub23) e Luís Rocha (Veterano A) demonstraram a sua supremacia ao avassalar a concorrência com sete voltas em 1:33:57 e 01:08:33 em seis voltas respectivamente.O Escalão Veterano B continua a ser marcado pelo regresso, em grande, do atleta Duarte Meneses, que venceu a categoria ao percorrer o circuito quatro vezes em 00:52:12. A categoria promoção, foi a que mais se destacou pela competitividade, tendo Eduardo Pereira ganho a Fábio Vieira por apenas dois segundos, com o tempo 00:49:34 em quatro voltas.
As provas de Cross Country caracterizam-se por exigir muito esforço e resistência aos atletas, visto que têm de efectuar várias voltas ao percurso (depende do escalão) no menor tempo possível. Esta vertente possibilita um maior contacto com a natureza, permitindo uma perfeita simbiose entre o atleta e o meio envolvente.



Comments